Elementos e introdução dos Elementais



"Terra é o meu corpo
Água é o meu sangue
Ar é a minha respiração
Fogo é o meu Espírito"

Elementos, Elementais; palavras tão parecidas, significados muito próximos e ao mesmo tempo muito diferentes e são nelas onde muitas pessoas chegam a se confundir ou não compreendem muito bem quando o tema é abordado. Por essas e outras razões, hoje explicarei sobre ambos e tentarei retirar as dúvidas das pessoas para que a tocha da sabedoria se acenda e possa nos guiar pelos caminhos mais obscuros da razão e da vida.
Vamos começar pelo início; a base de tudo o que nos originou e o que originou o que temos a nossa volta, os Elementos. Como todos nós sabemos e aprendemos logo desde nossa infância, o mundo é perfeito e essa perfeição é existente pelo equilíbrio; de onde vem esse equilíbrio? Dos Elementos.
O mundo em si é basicamente formado por 4 elementos principais, sendo eles a Água, Fogo, Terra e Ar; conta-se a história da criação dos elementos que estes quatro eram tão puros e tão antigos que não havia nenhuma divindade ou ser que os controlasse; o que foi o caso dos celtas, já para os gregos, Gaia era a única que os controlava.
Entretanto, em nenhuma religião, exceto o politeísmo grego, existe alguma divindade ou ser que tenha a força necessária para controlá-los. Segundo druidas celtas e crenças antigas, no início de todo o Universo, existiam somente os elementos da Água e do Fogo, porém, ambos não conseguiam se manifestar pela falta de um espaço físico que os ostentasse; sendo assim, criaram a Terra e o Ar. Desta criação surgiu a Terra (planeta); assim, através da Terra, a Água poderia se manifestar e através do Ar, o Fogo poderia reinar; dessa conexão entre os 4 elementos eles se tornaram tão complexos e tão poderosos que se manifestaram através do Universo pelas mais variáveis formas existentes.
Os mares nasciam junto com as nuvens, o Sol ganhava intensidade; assim, a conexão se tornou tão poderosa que nenhum elemento sobreviveria após a extinção de outro.
Com o passar dos tempos, os elementos adquiriram um poder descomunal e através da união de todos os quatro em um único elemento, surgiu o Espírito, a possibilidade de vida e variedades. Após este momento, a Terra teve seus solos fertilizados e as mais diversas plantas surgiram e simples formas de vida, como pequenos insetos e seres quase que invisíveis aos olhos. Em um momento de força de cada elemento e com a colaboração do espírito, surgiram as formas de vida mais avançadas; tão complexas quanto as plantas e tão místicas quanto o ser humano e tão poderosas quanto os próprios deuses.
Estes que nasceram foram os Elementais, seres criados pelos próprios Elementos para servirem única e exclusivamente a eles; atuando como mensageiros e protetores de cada elemento.
Com a vida destes seres, foi entregue a Magia; os tornando puramente mágicos que um novo mundo (o Terceiro Mundo celta) foi criado para a existência apenas deles.

Aparição dos Elementos em contos e histórias:
Antigamente, os contos contavam atos heróicos de deuses e heróis e muitas vezes a presença de um Elemento estava presente e era destacada. O interessante é que em todas as religiões, durante estes contos, os Elementos eram retratados de maneira que os assemelhava aos humanos, como uma pessoa; entretanto, podia ser uma manifestação do vento, de uma simples brisa, ou então uma onda no mar e até mesmo uma semente germinando.

Importância dos Elementos:
Em todas as religiões politeístas, os elementos tinham um destaque especial e sempre fizeram parte do cotidiano terreno; era comum o uso de cântigos em agradecimento aos 4 elementos.
Apesar de toda a importância que possuíam, jamais eram feitas oferendas; isso ocorre pelo fato de seres elementos puros, não seres como deuses e outros que precisam saciar a fome e sede, entretanto uma regra se fez necessária, sempre que um ritual de magia fosse ser praticado, algo que representasse cada elemento deveria ser colocado para a presença dos mesmo no ritual; como um pote com terra, uma vela, etc.
Com todos os rituais tendo a representação de cada Elemento, foi criado então o famoso Pentagrama. O simbolismo original é a proteção, porém, cada uma de suas pontas representa um dos 5 Elementos e o centro representa a união geral de todos eles; assim, estando nesse centro, seria o mesmo de mostrar que você é uma fusão de todos os Elementos e que está sob a proteção de todos ao mesmo tempo.

Conexão e fúria Elemental:
"Um Elemento não sobreviverá após a extinção do outro", isso ocorre pela forte conexão existente entre eles. Os Elementos, quando ameaçados pela vida humana, se utilizam de seus Elementais para se defenderem e revidarem todo o mal que lhes foi causado.
Muitos pensam ser uma mera estória, porém, é um assunto de simples análise; o mundo em que convivemos hoje está à beira do caótico; cada Elemento atuando para sua proteção, tufões, maremotos, deslizamentos e incêndios criados pelo calor (sem contar os vulcões); todos eles estão atuando diretamente em nosso cotidiano e mostrando que da mesma forma que criaram tudo, podem destruir.

Enormes abraços e uma ótima semana!
Escrito por Felipe M.

1 Response to "Elementos e introdução dos Elementais"

  1. KaorU. says:
    8 de dezembro de 2011 14:07

    Muuito legal... me ajudou a compreender mais sobre os elementais.

Related Posts with Thumbnails