Dionísio, deus três vezes nascido

Dionísio (para gregos), Baco (Bacchus, para os romanos) foi um dos um dos deuses olímpicos.
Chamado de deus três vezes nascido pela sua história de nascimento e ascensão ao Olimpo. Dionísio é muitas vezes representado como filho da deusa Perséfone (esposa de Hades) ou então, filho da humana Semele.
Certa vez, Zeus se disfarçou de cobra e persuadiu a deusa Perséfone; eles tiveram um relacionamento amoroso o qual gerou um descendente. A criança logo foi descoberta por Hera, que furiosa pela traição do marido levou a criança até o mais vasto lugar da Terra e o entregou aos Titãs. Ela queria que eles matassem o fruto da traição, mas os titãs se recusaram pelo fato de ser apenas um bebê; Hera então os persuadiu dizendo que ele seria um grande deus que exterminaria os Titãs junto ao seu pai, Zeus.
Os Titãs, enfurecidos com o que Hera havia dito, esquartejaram a criança e comeram todas as partes que retiravam do pequeno. Hermes presenciou o que estava acontecendo e logo pediu ajuda aos deuses do Olimpo. Athena foi enviada para salvar seu meio irmão, mesmo que ela tivesse raiva dos relacionamentos do pai, ela nunca via seus irmãos como inimigos ou como diferentes. Athena nada pode fazer para ajudar o pequeno, já que havia chegado muito tarde e os Titãs eram muitos; a única coisa que conseguiu resgatar, foi o coração do pequeno deus.
Zeus então pegou o coração e resolver dar vida ao filho novamente, entretanto, na Grécia o bebê estaria desprotegido, foi então para o Egito e lá teve relações com Semele, princesa de Tebas e em seu ventre, colocou o coração do filho.
Hera descobriu e foi a Tebas disfarçada de senhora para falar com Semele. Ela disse que a criança que carregava em seu ventre era filho de um deus, e que ela poderia se tornar uma deusa, pedindo ao marido que era deus supremo do panteão grego para que assumisse um lugar no Olimpo.
Semele decidiu então ir para a Grécia; Hera fez com que Zeus prometesse que atenderia qualquer pedido da mortal, tendo ele jurado aos pés do rio Styx (ou Estígie, rio do domínio de Hades que dá ou retira a imortalidade) para que a promessa não fosse quebrada.
Semele chegou aos pés do Olimpo e pediu que Zeus a transformasse em deusa e que pudesse vestir a divina roupa dos deuses.
Zeus não pode recusar e a levou para o Olimpo. Lá, ela colocou a veste dos deuses, entretanto, o corpo mortal não pode suportar o esplendor divino e ardeu em chamas. A criança foi abortada aos seis meses e queimada junto à mãe. Zeus retirou as cinzas do pequeno e então fez um corte em sua coxa e colocou as cinzas no corte e a costurou. Após os três meses restantes, Zeus abriu a costura e de lá nasceu o jovem Dionísio.
Hermes levou a criança para a Terra para que fosse criado pelo casal Ino e Athamas (que possuíram dois filhos), Hera descobriu o paradeiro do jovem deus e levou Athamas à loucura. Ele começou a caçar o seu filho mais velho como se fosse um cervo e o matou, Ino escondeu o filho mais novo no mar e por fim, Zeus transformou o jovem Dionísio em um cabrito. Hermes o levou para ser criado pelas ninfas e pelos sátiros, onde ele aprendeu sobre as videiras e a extração de vinho.
Pelas constantes perseguições de Hera, Dionísio cresceu louco, e vagava sem rumo pela Terra. Réia (Titã esposa de Cronos) curou o seu neto e o ensinou os ritos de iniciação. Dionísio voltou para a Grécia e subiu ao Olimpo, pois pensou que estava na hora de assumir seu trono de direito e resgatou sua mãe do Tártaro e fez com que Zeus a transformasse em deusa. Baco criou seu próprio culto e em vários momentos, se transformava em leão para devorar os gigantes que tentavam invadir o Olimpo. Sendo assim, Zeus o considerou ser o mais poderoso dos deuses.
Atributos de Dionísio.
Dionísio era o deus da alegria e do vinho. Jamais se embriagava por ter criado a bebida, ligado aos vinhedos e matas e representado algumas vezes como deus de força, por superar os desafios que Hera colocava em sua jornada e por ser o único deus Olímpico que foi gerado pelo ventre de uma mortal, considerado protetor das obras de arte (sendo escrita, tocada, pintada ou encenada)
Como era representado?
Era representado grande parte das vezes como um jovem sem barba, sempre risonho e festivo, com cabelos loiros soltos ao vento, segurando sempre um cacho de uvas ou uma taça transbordando de vinho e coberto com um manto de pelo de leão ou de leopardo em seus quadros e nas esculturas é representado nu, sempre com uma coroa de folhas.
Algumas vezes, é representado como um homem pequeno e gordo, sempre sentado, entretanto, não é uma representação fiel da imagem tida pelos antigos gregos.
Amores de Dionísio.
Dionísio, por ter sido criado na Terra como humano, foi um jovem que possuiu vários relacionamentos. Alguns de destaque foram com Ariadne (princesa de Creta) e com a deusa Afrodite, por ser um dos mais belos humanos.
Companheiros de Dionísio.
Dionísio possuiu vários companheiros, entre eles estavam principalmente as ninfas e os sátiros, o qual aprendeu sobre o vinho e viveu parte de sua vida, algumas vezes também, são citados alguns centauros em seus rituais ou festas por serem criaturas que amam o vinho.
Dionísio nos dias atuais.
Novamente cultuado em rituais pagãos, algumas de suas festas ainda são feitas como na antiguidade (que eram feitas quatro festas por ano) em devoção ao deus e à alegria.
Deus muitas vezes esquecido, mas que assim como os outros, é místico e merecedor de devoção e fé; e no teatro continua sendo respeitado pelos artistas e invocado para a ajuda na hora da apresentação. (na Grécia, as peças teatrais eram dirigidas sempre para o deus Dionísio)
Tenham um bom final de semana e que Dionísio traga a felicidade para suas vidas!
Escrito por Felipe M.

3 Response to "Dionísio, deus três vezes nascido"

  1. Leandro Merlin Says:
    25 de julho de 2010 12:00

    Dionísio, é um Deus muito respeitado no teatro. Então nós que fazemos teatro, sempre pedimos uma ajuda dele para que possamos fazer um excelente espetáculo.

  2. Nani e Neto says:
    5 de agosto de 2010 03:13

    Eu adoro mitologia e a história de Dionísio é uma das minhas preferidas!!

  3. Sérgio Says:
    8 de agosto de 2010 01:36

    Vc poderia falar explicar um pouco mais sobre Ariadne e Dionísio, como eles se conheceram, sobre ela ter sido abandonada por Teseu...
    Quais fontes/bibliografias vc tem usado?
    Belas ilustrações!

Related Posts with Thumbnails