Por que a risada? O umbandista pode ser considerado pagão!

Ah! Plena Terça-Feira, feriadão e eu aqui, acordado em plena meia-noite! O que o medo não nos faz! Para os aventurados, não assistam Silent Hill de noite, sozinho, no escuro, com a geladeira estalando para descongelar, as agulhas de tricô de sua mãe caindo no chão de um lugar onde não teria como cair e para o clímax, relâmpagos e alguns trovões!
Então, aproveitando esta estadia noturna com a cabeça relembrando vários fatos que aconteceram esta semana que passou; me lembro de certa pessoa da família rindo quando eu disse que sou pagão e considerou como uma piada; não tenho raiva, nem remorso, nem nada de ruim contra ela ou quem pensa como ela e está na mesma situação.
Para os umbandistas de plantão que lêem este blog e pensam que é loucura ou algo do gênero o "ser pagão" eu tenho um segredinho para contar a vocês! Ser umbandista pode ser considerado paganismo!
Engraçado, não! Pois é! Em minhas pesquisas eu descobri coisas realmente interessantes sobre o assunto, e com isso, descobri que o umbandismo também é uma forma de paganismo!
Tudo começou ao ouvir uma música específica da banda “Faun” onde eles fazem citações de Yansa, com batidas de tambores, vento e palavras que de início não me pareciam alemãs. Pensei que era só uma coincidência, afinal, não sei alemão e não há tradução da música na internet. Mais tarde, encontrei uma banda inglesa que na música, fazia uma evocação a alguns deuses pagãos, como um exemplo de Apollo, Cernunnos (lê-se Quernunos), Ísis, Cerridwen (lê-se Quériduen); mas ao final, eles fazem uma citação a referentes “Ogun, Oshun e Yemaja”; eu voltei a música e falei para mim mesmo:
“Espera um pouco, ‘Oshun’, já ouvi esse nome, a escrita está diferente; Ogun, é meu pai espiritual e Yemaja, me é familiar”
Desde então, comecei pesquisas e encontrei coisas maravilhosas!
Ogun a quem eles se referem, é o próprio santo Ogum; Oshun é a mesma Oxum e Yemaja, é ninguém mais, ninguém menos que minha mãe Iemanjá! Que estranho, nome de santos em evocações a deuses pagães?
Voltei então para a banda “Faun” e descobri que a música é uma evocação a santa Iansã, santa dos ventos (daí o som de ventania na música) e ela é cantada em africano! Muito interessante, então eu me dei por satisfeito; mas, a cabeça começou a fervilhar e tive que retomar as pesquisas, me aprofundar mais.
Como o nome de santos estaria entre o nome de deuses?
Pesquisei sobre o umbandismo e o que encontrei era apenas o que nós sabemos, sobre as formas de trabalho, as entidades e santidades; mas eu então decidi procurar em inglês, então a busca mudou de rumo.
O que é a globalização, mudando tudo ao nosso redor de forma quase imperceptível e de tamanhos reflexos. As nossas chamadas santidades, não são tão santas assim (se assim posso dizer); na própria África onde estas entidades são veneradas, assim como nos EUA, Inglaterra, Alemanha e vários outros países, estas entidades são deuses, encontrei a referência dos mesmos como santos apenas em países como o Brasil, Argentina e mais um país da América Latina.
Em outros países, principalmente integrantes da Europa, consideram o nosso umbandismo como uma vertente do paganismo.
Agora, vocês podem me perguntar se isso tudo não passa de uma invenção da cabeça de estrangeiros ou até mesmo que eu estou enlouquecendo; entretanto, um simples raciocínio. O hinduísmo está vivo até os dias atuais, é considerado paganismo; assim como o hinduísmo, o umbandismo (mesmo que com suas alterações dos dias de hoje) também está vivo, vamos às comparações:
-Se os nossos santos forem realmente deuses: todo umbandista seria julgado automaticamente como politeísta, cultuando a todos os deuses e não a apenas um “ser supremo”.
-Estes santos/deuses: se assemelham aos deuses pagãos de várias religiões. Cada um possui um poder específico, controlam algum elemento da natureza ou algum ato mais específico do homem. Iansã por exemplo possuiu o controle dos ventos e ventanias, Ogum é o senhor da guerra (assim como Ares para os gregos, por exemplo), Iemanjá é a divindade dos mares e dos seres que nele habitam (alguma semelhança com Poseidon ou sua esposa?)
-A palavra “orixá”, a qual estas entidades recebem o título, significam justamente algo relacionado a divindade ou até mesmo a própria divindade.
Estes três exemplos citados já poderiam classificar para muitos, o umbandismo como paganismo; vale lembrar que o paganismo ainda é associado muito pelas pessoas como sendo pagão todo aquele que não é batizado.

Eu tenho que admitir que isso já virou história da carochinha, sou batizado, tenho fotos da realização e mesmo assim, sou pagão; a questão de batismo não entra como ser pagão ou não, essa foi mais uma prática adotada pela Igreja para que as pessoas se convertessem na nova religião. “Se não for batizado, não passará pelos portões de São Pedro até o paraíso”.
Então, todas as pessoas que morreram antes do cristianismo não foram para um local de “descanso eterno”? Inconsistente esta afirmação de que apenas batizados vão para o “céu”.
O paganismo possui alguns “requerimentos” para que a pessoa ou religião possa ser julgada pagã:
-Muitos ainda consideram como a falta de batismo;
-Toda religião que é politeísta;
-Mesmo que monoteísta, aquela que não possui Deus como ser supremo;
-Não seguem os princípios da Igreja Católica

Aqui no Brasil, muitos umbandistas possuem Deus como ser supremo, entretanto, mesmo entre os politeístas, um deus possuía maior força acima dos outros deuses (seja ele Zeus, Odin, entre outros), mas nem por isso as outras divindades são fracas ou devem ser rebaixadas.
Então, lhes digo; caros amigos umbandistas, vocês também são pagãos!
Para meu tio, que riu quando eu disse ser pagão, ai está explicado o porquê de eu poder afirmar com tanta certeza sobre o que eu sou e no que minha fé se baseia!
Um enorme abraço do Baúzeiro e felicitações de um ótimo feriado para todos!
Escrito por Felipe M.

2 Response to "Por que a risada? O umbandista pode ser considerado pagão!"

  1. Ivete Says:
    16 de abril de 2011 19:45

    Olá!
    Ao ler seu texto não pude deixar de notar que você disse fui batizado na Igreja Católica,desculpe-me mas o que o levou a desistir de freguenta-la?

    Abraço...

  2. Priscila Almeida Says:
    24 de março de 2016 10:06

    Gostei muito da sua matéria, sou Umbandista e por mim mesma também acho uma Religião "Pagã" além de tudo que você citou no meu ponto de vista entra também no Paganismo o fato de cada orixá representar um elemento da Natureza que se não estou enganada no Paganismo entra cultos a Natureza.Enfim parabéns pela matéria pela pesquisa pois concordo com você, gosto de tudo que envolve ocultismo ou estudo sobre ervas, medicina natural e acredito que todos nós temos uma bruxa ou bruxo que vive dentro de nós, intuição, sexto sentido,podemos sentir a Natureza se entrarmos em conexão com ela e muito mais...uns chamam de mediunidade outros de bruxos mais pra mim são os mesmo pois o nome só classifica a mesma coisa.

    Abraço

Related Posts with Thumbnails