Misantropia

Ah, o ser misantropo, uma arte de vida, uma ideologia de sociedade, uma filosofia pessoal; tão mutável quanto o vento que pode se tornar um terrível furacão, tão devastador e ao mesmo tempo, de interior calmo e tranquilo.
Afinal, o que é misantropia? O que é um misantropo?
A misantropia, resumidamente, é o que podemos chamar de aversão ao ser humano e a natureza humana em geral ou em algum aspecto em específico. Erroneamente é citada como a forma de odiar a humanidade de forma generalizada, porém, se pensarmos em ódio de forma generalizada pela humanidade, pois isso acabaria se tornando altamente inviável e contraditório para com o próprio misantropo.
Para os curiosos, misantropia já é um caráter pessoal existente desde tempos remotos, onde os gregos originaram esta palavra a qual usamos hoje. Misos (ódio) Antropos (homem/ser humano), onde a junção de radicais origina ao "ódio ao ser humano".
Na realidade, não existe muito o que falar sobre misantropia; palavras são meramentente resumíveis e rapidamente explicáveis, entretanto, o que interessa na misantropia não é a palavra, e sim as pessoas que a possuem.
O misantropo é muitas vezes incompreendido, digo isso pelo fato de sua personalidade ser atacada com paus e pedras antes mesmo de ser analisada ou conhecida.
A misantropia, como muitos casos é considerada e encaixada em uma seção de distúrbios ou problemas psicológicos de um ser; mas se analisarmos minuciosamente, ela é algo tão complexo que a sua mutabilidade se torna impossível de ser prevista ou calculada em uma pessoa.
Afinal, quais são as características de um misantropo?
Como disse no início, a misantropia é mutável de pessoa para pessoa, por isso uma pessoa pode apresentar apenas um simples aspecto ou vários.

-O principal fator é a aversão ao convívio social:
Esta aversão ao convívio social o torna um "adorador" da solidão. Assim, a preferência por se encontrar em um local e ficar sozinho é muito maior do que ficar com uma ou mais pessoas no recinto, literalmente se isolando.

-Vida social:
Oi? O que é isso? Misantropos em geral não irão se mostrar interessados em ter uma vida social. Qual a necessidade de eu me vestir como desejam e não como quero? Por que tenho que perder meu tempo com conversas inúteis enquanto poderia estar fazendo coisas melhores? Estes pensamentos tornam suas vidas sociais quase que nulas, em casos extremos, não existe.

-Preocupação com as pessoas:
Para quê? A aversão ao homem faz com que acabem por não se importar por indivíduos "alheios". A dor de uma pessoa próxima pode ser um motivo de longas risadas ou de despreocupação total. O sofrimento lhe é interessante pela análise que pode gerar e a preocupação maior é consigo mesmo, porém, isso não torna o misantropo um masoquista.

-Estado de reclusão:
Misantropos vivem reclusos em suas casas, sem se importarem com temas levianos do cotidiano alheio, só lhe interessa o que lhe afeta.
Entretanto, viver em reclusão não significa se afastar do mundo e se isolar de todos; infelizmente eles sabem e reconhecem que precisam de outras pessoas.

Estes são os principais fatores de misantropos; mas não acaba por aí.
O fato de não gostarem de ficar com pessoas ao seu redor, não significa que seja um excluidor social; existem determinados tipos de pessoas que o misantropo possui contato e manterá, não com orgulho, mas por gosto.
Parentes próximos como pais, alguns tios e avós (mais comumente pais) e alguns amigos muito próximos fazem parte de seu círculo social e acaba por aí. O misantropo não vê motivos para fazer novas amizades, pois seus amigos de longa data são conhecidos desde pequenos ou durante a juventude.
O simples círculo social de amizades não torna um misantropo um alucinado em estar com amigos ou ficarem sempre juntos, são simplesmente pessoas as quais lhe dão maior conforto em conversas ou até mesmo cotidiano; a visão de amizade misantrópica se diferencia por esta falta de proximidade de amizades comuns e o fato de que se achar necessário (ou vantajoso), pode fazer qualquer coisa para se beneficiar, até mesmo afundar um amigo momentâneamente para poder subir, mas nada tão grave que seja irreversível.
Os amigos muitas vezes lhe servem como um porto seguro, e por isso compartilham de segredos íntimos e até mesmo de manias e pensamentos; porém, o misantropo fará até o impossível para ajudar sua maior amizade, abrindo mão de seu egoísmo para dar uma mão ao amigo em momentos de extrema necessidade.
Uma pessoa que possui misantropia é de não depositar nenhuma confiança em ninguém; não depositando 100% de confiança até mesmo com os próprios pais. Esta desconfiança é o maior fator de afastamento social; sempre há aquele pensamento "O que ele pode fazer comigo para se beneficiar?" ou o "O que ele é capaz de fazer?". Isso acaba gerando um certo medo pelos atos que frequentemente são vistos em sociedades; mães matando filhos, avós estuprando netos, gente matando gente por dizer "bom dia", é um mundo louco e por que fazer parte disso?
Há também o desconforto em locais onde há muita gente; a impaciência lhe toma conta do corpo e a angústia muitas vezes se apodera e o agitam como um mecanismo de defesa para que ele saia do local o mais rápido possível.
O misantropo sofre seriamente com uma coisa, uma única situação, apesar de conhecermos como bipolaridade, o misantropo sofre de oscilações de humor; um momento está feliz, no outro, sem motivo aparente (somente para ele mesmo), ele pode se tornar raivoso ou melancólico; porém, esta mudança de humor é percebida apenas por quem lhe é muito íntimo por não demosntrarem o que sentem.

-Crítica misantrópica:
Misantropos são perfeitos críticos, apesar de não gostarem de contato humano, não significa que se excluem do que está acontecendo ao seu redor, apenas não dão importância.
Livros, filmes, jornais, grande parte das coisas que divertem a sociedade pode divertir um misantropo; a questão diferencial é que, ele aproveita o momento de lazer e desfruta disso, porém está sempre antenado no que acontece e o seu senso crítico está sempre recebendo maior importância do que o próprio lazer.
A crítica que fazem, não tem o desejo de ofender ou engrandecer autores, artistas e etc., eles são especialmente neutros quanto a fama de alguém e por isso fazem uma crítica "limpa"; não dirão determinada coisa apenas para engrandecer um livro pois gosta de outras obras do autor; ele pode gostar de outras obras, mas fizeram valer este gosto.
Antigamente era algo mais comum, porém hoje ainda é utilizado, muitos jornais e concursos (culinários, artísticos, etc) escolhem e convidam ao menos uma pessoa que tenha misantropia para um julgamento mais "limpo" e usá-lo como referência.

-Inteligência:
Um dos tópicos de grande importância sobre o assunto misantropia. Os misantropos são dotados de grande inteligência, quanto maior o nível de misantropia, maior sua capacidade de raciocínio; engraçado, não?
É comprovado que misantropos possuem facilidade em determinados enigmas e desafios. O misantropo possui sempre o gosto pelo resolver um enigma, o desejo de sentir a sensação de quando se encontra uma resposta; servindo-lhes quase que como uma droga.
Pessoas que apresentam QI's altos são de grande maioria, misantropos, não são todos os casos.
Uma pessoa ser inteligente não a torna em um misantropo, mas um misantropo, consequentemente, é uma pessoa de inteligência elevada ao comum em áreas específicas; seja em física, astronomia, biologia, vendas, religião, etc.

-Misantropo e áreas de serviço:
O misantropo pode levar uma vida aparentemente comum e é claro deve trabalhar para sobreviver.
O fato de interesse é que o misantropo irá se dirigir para o que lhe desperta interesse, se deseja ser médico, fará tudo para conseguir realizar o desejo e consequentemente será destacado como um dos melhores, senão o melhor.
Isso ocorre pelo seu perfeccionismo, um misantropo pode ser extremamente perfeccionista no que faz, mas, mesmo que não tão exageradamente, possui um quê de fazer corretamente e de forma perfeita.
Quando jovens, se destacam na escola, não pelo círculo de alunos, mas pelo círculo de funcionários, tais como diretoria e professores. Sempre são conhecidos por todos os funcionários, mesmo que o contato seja quase inexistente e acaba se tornando um "xodó".
Quando mais velhos, se dedicam ao que se propõem a fazer; se decidem fazer uma faculdade, farão o melhor de si e irão se destacar; no serviço ocorre o mesmo pois é uma área de sua afinidade e ele mergulhará no serviço, evitando perca de tempo em conversas ou futilidades.
A pior coisa que se pode fazer a um misantropo é forçá-lo a algo; quando forçado, ele irá fazer de mal grado e com certeza te infernizará até que você desista e diga que ele não precisa continuar.

-Misantropos e pessoas:
Misantropos são ótimos atores, dispensam palcos, mas sabem agir da forma que lhe é necessária em algum local, lembrando que isso ocorre somente quando lhe é interessante.
Ele pode ser a pessoa mais gentil e mais educada, mas isso ocorre pois você pode oferecê-lo algo em troca ou simplesmente para ele gozar de você em alguma situação que ele lhe julgue engraçada.
Vergonha na cara é um termo que não existe para um misantropo, atores da vida, se encaixam em qualquer círculo social para dizer que possui algum status para quem é de fora, enquanto para os de dentro, ele se exclui do resto.
Misantropos são ótimo mentirosos, conseguem convencer as pessoas com facilidade e isso faz com que sejam ótimas manipuladoras; a manipulação que exercem é quase sempre que perfeita e nunca se deixam ser manipulados ou controlados.
Hierarquia é algo que respeitam até determinado ponto, mas zombam de seus superiores assim como de inferiores sem se preocupar com repreensões ou algo mais grave.
São extremamente chatos com as pessoas e são capazes de irritá-las tanto, que a pessoa não retorne mais ao local por trauma e nervosismo de se lembrar, afinal, um misantropo não sai de um local, sendo que ele pode fazer com que a pessoa desista e saia.
Friamente calculistas, examinam tudo e todos ao seu redor e muitas vezes identificam personalidades por uma rápida análise de um simples olhar e escolhem demais quem fica perto deles ou não.
Apesar de não gostarem de vida social, amam mostrar status e a famosa elegância e classe e que digam "nossa, esse pode".
Se você não é amigo de um misantropo, ele fará qualquer coisa para se beneficiar e não irá se importar se ferrou sua vida ou não; além de serem extremamente sarcásticos e irônicos.

-Detectando um misantropo:
Misantropos quase sempre muito fáceis de se reconhecerem através de um contato diário. O importante é não confundí-los com vigaristas, psicopatas e outras pessoas com problemas mentais graves.
Ser misantropo é uma ideologia, isso ocorre por viverem em um mundo de raciocínio tão lógico, que analisam o ser humano constantemente e sentem repulsa; são frios, mas extremamente sensíveis.
Um misantropo não se torna um misantropo em idade avançada ou adulta, está presente desde a infância e os únicos que podem captar isso são os pais (quando muito próximos dos filhos).
Quando crianças, podem se interagir bem, mas em idades mais altas como a partir dos 7 já demonstram desconforto de ficar em público, a aversão de conversas o que acabam por serem confundidas por tímidas e exclusão dos coleguinhas.
Quando mais jovens, seu raciocínio é mais aguçado e é claro, já aprendeu muito bem como driblar a forma de escapar de repreensões por não terem contatos, não serem chamados para festas, solução disso? Mentir aos pais!
"Foi maravilhoso, me sentei com o pessoal e conversamos muito no intervalo!" "Foi muito bom, ri demais com sei lá quem" e outras coisas, a questão que sua capacidade de convencer é tão grande, que a mentira passa desapercepida e é capaz de cegar pessoas.
Quando adultos, já são mais livres e o sarcasmo e ironia rolam solto, ofensas, manipulações e tudo mais; em relacionamentos amorosos, é um desafio para ambos, o misantropo e sua paixão; o misantropo, mesmo amando, prefere ficar só, mas em alguns momentos se analisa e percebe que deve ficar com seu amor, e o amor, por nunca saber se é realmente amado ou se o relacionamento é uma farsa por falta de atenção do parceiro.
Extremamente observadores e analistas, capazes de ouvirem e distinguirem mais de 2 conversas paralelas e compreendê-las muito bem.
E por fim, possuem dificuldade em aceitarem sobre sua misantropia às pessoas; prefere se manter quieto sobre isso e relevar.

Cada misantropo pensa de uma forma, age da sua forma, alguns apresentam misantropia mais leve, outros mais grave; mesmo assim, não são necessariamente masoquistas, psicopatas e assassinos; apenas incompreendidos.
Um enorme abraço a todos!
"Ser misantropo é brincar de atuar na vida real!"
Escrito por Felipe M.

21 Response to "Misantropia"

  1. Ivete Says:
    15 de abril de 2011 13:39

    Olá!
    Felipe você saberia me dizer alguns defeitos dos Misantropos?

    Abraço.

  2. pardim says:
    29 de outubro de 2011 17:46

    Olá, fiquei maravilhado com seu artigo, eu tenho um amigo que me apelidou de misantropo, não fiquei supreso, pois algo como 10 pessoas já haviam me chamado de misantropo antes, mas acho que ninguém descreveu um misantropo tão bem como você, Abraços

  3. Anônimo Says:
    8 de dezembro de 2011 00:16

    Bem escrito.

  4. lucreci says:
    15 de outubro de 2012 11:08

    BUÁAAA! Eu sou Misantropa. Nem sei como vou conviver com isso agora. Felipe, muito prazer, entrei neste blog pela primeira vez, para ler algo sobre a questão em pauta, com o intuito de que corroborasse com algo que venho me atrevendo a escrever.E de agora em diante não te largarei mais. Parabéns, pelo artigo e principalmente por torna-lo acessível a compreensão de um leigo, sem perda de qualidade.
    Lucrecia

  5. Felipe M. says:
    16 de outubro de 2012 22:12

    Olá Lucreci, tudo bem?
    Agradeço as palavras, desde o seguir o blog até sobre o elogio da publicação!
    Qualquer dúvida, meu email está a disposição!
    Abraços

  6. Cris says:
    17 de janeiro de 2013 10:21

    A-DO-REI a postagem! Me vejo com traços de misantropia, pois no caso de ser insensível ao sofrimentos dos outros não me identifico em nada, o que eu tenho nem sei se é aversão, mas desilusão da espécie humana. Vou marcar teu blogue para voltar mais vezes e ler as postagens, muito bom!

  7. Anônimo Says:
    17 de janeiro de 2013 16:44

    Eu era mas não sabia.
    Agora sei o que sou !!!
    E Estou mais feliz !!!


    Edu .K

  8. Anônimo Says:
    7 de fevereiro de 2013 16:04

    Eu sou misantropo e não sabia, infelizmente ainda tenho o defeito de gostar de outra pessoa do sexo oposto, alguma mesantropa por aí? rsrarsrs

    FC

  9. Anônimo Says:
    12 de abril de 2013 01:34

    Sempre fui arredio e tenho grande dificuldade de entender como a cabeça das pessoas ''neurotípicas'' funciona. Eu gostaria de congratulá-lo pelo espaço dedicado ao que você denomina como ''filosofia de vida''. Neste ponto eu discordo de vc. Eu acho que partindo do pressuposto que qi e personalidade são, como a maioria de nosso traços, herdados geneticamente, então uma combinação de traços dos dois geralmente resulta primeiramente na construção de uma ideologia ou filosofia. Isso acontece com todos os tipos de subgrupos culturais. A cultura é derivada de qi e personalidade média. Não existe um gene para a misantropia mas com certeza devem existir inúmeros genes que determinam este tipo de comportamento, altamente erudito.

  10. Anônimo Says:
    19 de maio de 2013 22:55

    Digo o mesmo.

  11. Deno Almeida says:
    2 de fevereiro de 2014 06:09

    Acho que posso ser um misantropo pois possuo vários desses "requisitos".Com quem eu falo pra pegar a carteirinha?

  12. Anônimo Says:
    5 de abril de 2014 15:13

    Já fiz um teste uma vez que media o nível de aversão ao convívio social, chamado Escala de Liebowitz. Eu tive que mudar o padrão da legenda que calcula o nível de evitamento em certas situações socialmente comuns. Se eu não fizesse isso, não iria fazer sentido, deixando assim uma grande margem de erro. São 24 perguntas e o nível máximo de evitamento é Quase Sempre. Ora, mas o teste possui umas 7 situações que eu evito Sempre. Tirando o "muito inteligente", quase todo o resto me caracteriza.

  13. HEADBANGER ZETA MGTOW says:
    13 de abril de 2014 19:50

    desda infancia eu ja tenho tendencia a misantropia, sempre vivi no meu próprio mundo.

    porem eu discordo de voce, quando voce diz que misantropos tem amigos, eu não acredito em amizade, e vida social sempre tem sociopatas e outras escorias. sou um misantropo totalmente anti-amizade, e digo mais, amizade é apego, é sentimentalismo, e isso não é misantropia. o unico sentimento digno de um misantropo sentir é ódio, ódio pela humanidade.

  14. erica felix says:
    26 de abril de 2014 01:20

    Tenho algumas caractéristicas, não todas. Ainda assim posso me considerá misantropa?

  15. Anônimo Says:
    11 de junho de 2014 12:09

    me senti bem representado por este texto, menos na parte de mentir, que eu nunca gostei.

  16. Leandro V. says:
    14 de junho de 2015 23:11

    Cada misantropo tem suas características. Não existe uma generalização porque cada espírito é diferente. Eu tenho várias das características, porém não odeio as pessoas, apenas sou muito sensível às reações delas e acabo vendo mais o lado negativo do que o positivo e por isso prefiro me distanciar sempre que possível. Outra coisa que não sinto é o prazer de passar alguém para trás ou prejudicar uma pessoa. Aliás, não consigo compreender como os seres humanos conseguem agir de forma a prejudicar alguém ou falar mal dos outros com tanto prazer e naturalidade sem que tenham um sentimento de culpa após isso. Não sou perfeito, nem quero me sentir melhor que os outros, mas essa forma ignorante, desleal, desigual e muitas vezes cruel da vida em sociedade é que me fazem ser um misantropo.

  17. Anônimo Says:
    22 de julho de 2015 22:52

    Tenho grande repugnância em ficar em multidão, perto de pessoas. Detesto futilidades e de ter que ficar ouvindo sobre elas todo o tempo. Sou assexual também, não sei se, de fato, isto é consequência da misantropia, mas eu só enxergo o sexo como um atividade reprodutiva, totalmente animalesca.
    Gosto de ficar sozinho.
    O que realmente me traz felicidade e prazer é falar sobre filosofia, literatura e ciência. Ademais, adoro natureza e aventuras solo, como viajar sozinho e conhecer monumentos históricos. No entanto, não sou revoltado com as ordens da sociedade, um "anti-social". Eu não gosto de tratar alguém com desprezo, sem cordialidade. Apenas não gosto de ter a obrigação de conversar com alguém, fazer amizade e aceitar imposições pessoais. Se for para conversar com alguém, é apenas para obter conhecimento, seja científico ou filosófico.

  18. rmduarte25 says:
    30 de agosto de 2015 22:55

    O único ponto negativo em ser misantropo é ser frequentemente magoado por pessoas que não entendem como um indivíduo pode levar uma vida assim. O que pode elevar mais ainda a repugnância do misantropo em relação à sociedade. Mas justamente por ser frequentemente hostilizado, ele passa a ter cada vez mais facilidade em lidar com isso.

    Afinal, o misantropo é visto. Por mais que queira passar despercebido, ele chama a atenção mais do que todos.

    E isso é uma ironia f*dida...


    O que mais queremos é a paz plena sem odores e ruídos humanos por perto.

  19. trilhas sonoras da peridot says:
    3 de agosto de 2016 06:31

    muito bom , só não me indentifiquei bem com a parte das manipulações , mas eu tenho tão poucos contatos sociais que não sei dizer se sou manipulador ou não , enfim , fico na duvida

  20. Anônimo Says:
    11 de novembro de 2016 23:29

    Engraçado, sempre fui isso e não sabia. O mais estranho é que me
    esforcei tanto para vencer minha timidez, que me tornei vocalista de uma banda e professor. Mas sinto que sempre faço tudo isso meio que ligado no automático, mas morrendo de vontade de voltar para casa
    Na primeira oportunidade, sumo! E minha casa é meu refúgio, meu lar, meu oásis, é assim que me sinto. Já tive dois casamentos e me separei, achava que é porque eram as pessoas que fiquei que eram as "erradas", as "chatas", mas agora percebo que na verdade era eu. Eu sou assim, e tenho que me aceitar. Sempre me considerei um "nerd" em recuperação. Nunca tinha ouvido falar dessa definição. Agora graças a uma nova pessoa que estou e que está sofrendo novamente por eu ser assim consegui saber que eu me encaixo nessa definição. Ela achou esta definição neste blog para minha surpresa! Nem sabia que existia a Misantropia....

  21. Anônimo Says:
    16 de abril de 2017 00:27

    Concordo plenamente. Também tenho essa coisa da hipersensibilidade (apesar de detestar isso) e sinto uma grande necessidade de exclusão exatamente por isso. Qualquer reação contrária a mim me abala de um jeito que percebo ser anormal. Por fora pareço fria e calculista nessas situações (não sei agir de outra forma) mas por dentro demoro a me recompor.

Related Posts with Thumbnails