O Tempo e nós!

Boa noite, prezados visitantes! Como passam este gélido e prazeroso Sábado?
Não pude deixar de ler a publicação do Felipe sobre a banalização para com o Tempo e tenho que concordar que algumas pessoas parecem não se preocupar em administrá-lo ou como administrá-lo, simplesmente o "utilizam" como algo que não necessita sequer ser lembrado. Quantas vezes em seu cotidiano você se lembra de que possui um horário a seguir?
Se você está sempre se lembrando de que existe o Tempo, então você já está fora do "ser fútil" (segundo penso eu).
Aquela postagem em especial me fez lembrar o trecho de um livro (o qual amo) e de certa forma, incertamente correta, há uma noção sobre as ações do Tempo contra quem os mal tratam. Para aqueles que se perguntam, o livro é "As Aventuras de Alice no País das Maravilhas" (comumente conhecido como Alice no País das Maravilhas).
No capítulo VII, "Um chá muito louco", Alice vem a se encontrar com o trio da loucura (Chapeleiro, Lebre de Março e o Arganaz) e por entre as conversas, Alice diz que o trio deveria encontrar algo mais útil para se fazer ao invés de "desperdiçar o tempo com charadas sem respostas"; em rebate, o Chapeleiro responde:
"Se você conhecesse o Tempo como eu conheço, não falaria em desperdiçá-lo, como se fosse uma coisa. É um senhor!".
Neste trecho, pode-se concluir uma coisa; ou Lewis (o escritor) era louco, ou de certa forma, há uma rápida demonstração de que o Tempo necessita ser repeitado. Continuando, há uma rápida explicação do porquê de viverem em eterna hora do chá, onde ele conta sobre sua apresentação à Rainha de Copas e segue:
"Bem, eu mal tinha acabado o primeiro verso, quando a Rainha berrou: Ele está matando o Tempo! Cortem a cabeça!... Agora são sempre seis horas!"
Neste trecho do livro, fica claro que o Tempo se revolta com o ato do Chapeleiro de simplesmente ocupar o Tempo das outras pessoas e o prende eternamente às seis horas, sendo assim, o Tempo não mais existia em sua vida. É claro que isso é absurdo de acontecer na realidade, porém, vamos analisar filosoficamente este contexto.
O Tempo de fato possui "personalidade" e nos afeta diretamente; talvez por obras de desejo "pessoal" ou por motivos de nossa mente. Vejamos, quando nos encontramos em uma festa cheia de animação e tudo mais que uma festa possa ter, o tempo parece voar e quando vemos, já se passaram horas; agora lembre-se de uma festa, reunião ou algo que estava extremamente entediante, o que acontece? O tempo demora a passar e parece durar uma infinidade aquele momento te corroendo, fazendo-o se sentir inquieto, a impaciência lhe consumindo, as vozes perfurando seus ouvidos como agulhas e... Continuando, o tempo se modifica conforme consideramos que a situação nos parece.
O que quero dizer é que, pessoas que jamais se preocupam com o Tempo, acabam se banalizando; a futilidade é um vírus que infecta quem não se preocupa com o agora e com planejamentos ou administração de seu tempo. Não digo que a pessoa deve fazer um cronograma de sua vida e seguir à risca, mas deve-se ter uma noção para se adequar e poder cumprir com os próprios deveres.
O que seria de nós se não houvessem prazos à serem seguidos, datas de entrega de algum trabalho, agendamento para algum encontro ou algo do gênero? Não teríamos nada disso, muitas pessoas simplesmente se acomodariam a tal ponto, que não fariam nada além de comer, dormir e usar o banheiro (ainda me questiono se muitos ainda se preocupariam em ir até ele).
Pois bem, as pessoas que não se preocupam com um prazo, um tempo a ser seguido, definitivamente não possuem preocupações e acabam sendo vistas como preguiçosas; despreocupadas ou até mesmo loucas; sem contar o fato de muitas acabarem procurando algo para "matarem" o tempo pois ele se estende tanto que o tédio é visível na face destas pessoas, por fim, devem encontrar algo para se distraírem.
Esta distração os leva para pesquisas de piadas, imagens sem nexo e vídeos sem conteúdo algum e pensam ser algo seriamente agradável para eles e para se livrarem do tédio, o que não passa de uma falsa verdade.
Até a próxima publicação e grato pela atenção!
 Publicado pelo "Animador"

1 Response to "O Tempo e nós!"

  1. Camila Says:
    29 de maio de 2011 15:02

    Sem o tempo não seríamos nada...isso é um fato!! :)
    Felipe,Felipe...sempre se superando nas suas postagens! ;)
    O Baú está cada vez melhor! Meus Parabéns!


    Kisse's

    By:Mila

Related Posts with Thumbnails